quinta-feira, 10 de julho de 2008

Olhando nos olhos da vida

O tempo passou depressa. Tempo de viver, tempo de ser.
Muita coisa ficou pra trás ... e continua ficando.
Melhor seria que assim não fosse, mas o é ... que hei de fazer? O mar da minha história é agitado, feito de conquistas e naufrágios.
Talvez eu queira encontrar a mais justa adequação, tudo métrica e rima e nunca dor... Mas a vida é real e sempre se impõe, a me dizer, a me mostrar, o que eu, talvez, não queira ver.
Gosto de olhar nos olhos da vida, mas nem sempre vejo o que me dizem. Então ... azar o meu. Eu que aprenda a ver melhor, da próxima vez.

Não quero muito. Só quero o que é meu.
Mas se é meu, quero muito. Mais que muito, quero tudo. Senão, não quero nada ... abro mão, e ponho os pés na estrada, sem olhar pra trás.

2 comentários:

lottery disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
online lottery disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.